Século XIX – Rococcó

O Rococó (1730-1789) surgiu logo após o Barroco, na França. Era um estilo artístico muito diferente do anterior. Podemos definir o período como um período de excesso, porém um excesso delicado. Cores claras, tons pastel, douramento, arabescos, flores, frutas, e muitos laços, são algumas características da época.

As pinturas mostravam o dia a dia, ar livre, natureza, e muita luz. Representava a vida profana e aristocrática Francesa. Havia leveza nas construções e houve a unificação do espaço, ambientes aconchegantes e quentes deram lugar aos cômodos enormes, frios e com pouca mobília do Barroco

 

A moda

As roupas femininas dessa época eram extremamente exageradas. O peso das roupas e dos cabelos, que ganhavam cada vez mais volume, dificultavam no andar das mulheres. Os babados, lacinhos, flores miúdas e renda estavam sempre presente nos vestidos com decotes profundos que mostravam o colo e mangas 3/4. A estrutura da época era o Panir, que fazia com que as laterais dos vestidos fossem enormes e esticadas, e o uso dos espartilhos afinavam a parte de cima do corpo.

As mulheres não podiam pegar sol no rosto, quanto mais branca fosse a pele, mais bonita elas eram. Muitas vezes jogava-se talco no rosto para parecer ainda mais branca. Por conta disso usavam-se sombrinhas com cabos gigantescos para caber os cabelos.

Captura de Tela 2017-10-22 às 15.32.58

Os sapatos no estilo “Mule” também era exagerados, com bicos alongados e curvados, fivelas de ouro e prata cravejadas de diamantes e eram feitos de seda e brocados.

Os homens usavam a calça justa até os joelhos, casacos rodados, golas baixas, camisas, coletes e sapatos “bicudos” com grandes fivelas quadradas em cima. Os cabelos geralmente era usados amarrados em um “rabo de cavalo“.

 

Nomes importantes da época:

Madame Pompadour, amante de Luiz IVX, proibiu a repetição de roupas nas festas e bailes fazendo com que a industria da moda aumentasse mais.
Maria Antonieta também é um dos nomes que representam o estilo da época. Era austríaca, e foi criada de uma forma muito simples, fazendo com que ela tivesse hábitos comuns apesar de ser da realeza. A rainha tinha um gosto pelas roupas simples e das “fazendeiras”,  o que inspirou uma silhueta também simplificada.

 

Os principais artistas da época

  • Jean-Antonine Watteu
  • Giovanni Battista Tiepolo
  • François Boucher
  • Jean-Honoré Frangonard

 

 

*Post escrito por Lala Zeferino, com base nas aulas de História da Moda ministrada pela Professora Monica Mansur.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s