O Visual Grunge dos anos 90

O movimento grunge foi um movimento americano que aconteceu em Seattle no início dos anos 90. Após o maximalismo e os excessos dos Yuppies nos anos 80, os anos 90 começam com uma crise de identidade e pode-se dizer que o Grunge é uma reação contrária a esses excessos gerando então uma estética desleixada e essa indumentária de contestação que logo caiu no gosto popular e se tornou tendência de moda.

Após o lançamento de um disco da banda Nirvana, o grunge se tornou comercialmente bem sucedido e o sucesso deles e de outras bandas fez com que o grunge fosse a forma mais popular de música na época. As letras combinavam angustia e sarcasmo, e tinham temas como alienação social, apatia, confinamento e desejo de liberdade.

A MTV foi uma grande responsável por popularizar o movimento, promovendo e divulgando os video clipes das bandas. Hollywood também fez parte disso ao lançar o filme Vida de Solteiro (1992)  que retrata muito bem o movimento.

No vestuário, o grunge tinha roupas descordenadas, desalinhadas e sobrepostas, geralmente compradas em brechós. Homens e mulheres usavam cabelos longos e lisos, com aspecto sujo, camisas xadrez de flanela, jeans retorcidos ou rasgados e all star.

As mulheres usavam vestidos florais, e combinavam seda antiga com coturnos e botas pesadas e cardigãs oversize.

Kurt Cobain e sua esposa Courtney Love eram os grandes “garotos propaganda” desse estilo. O grunge saltou de um estilo alternativo para uma tendência de moda muito rápido (em um processo chamado pela industria da moda como Bubble Up).

Marc Jacobs, na época era diretor criativo da marca americana Perry Ellis, causou polêmica ao reinterpretar peças básicas de lojas baratas com tecidos caros e de luxo. Foi recebido bem pela imprensa, mas comercialmente foi um fracasso pois irritavam os consumidores os preços altos cobrados pelas peças de estilo barato. A pouca venda custou a Jacobs  o emprego.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s